Apoio Social Financiamento Bancário

Destaques:
Candidaturas às Bolsas da DGES até 30 de Setembro de 2012
Candidaturas às Bolsas Sociais da Católica, de 1 de Setembro até 31 de Outubro


APOIO SOCIAL AOS ESTUDANTES (1º e 2º ciclo)

1 em cada 10 estudantes da Católica Porto é bolseiro!

Como é que a Católica Porto pode ajudar?

A Ana quer vir para a Católica e acha que a família não consegue pagar as propinas. Fazemos uma proposta: contacta o serviço de Estudantes e Empregabilidade, marca uma entrevista, e estudaremos a tua situação. Levará respostas concretas para casa e poderá, então, decidir em liberdade se vem ou não para a Católica Porto! Envie email para ee.bolsas@porto.ucp.pt

Mecanismos de apoio possíveis:

1) Bolsas calculadas com base no rendimento familiar

“Em qualquer uma destas bolsas não pode ser titular do grau que pretende frequentar ou de grau superior (ex. quem já é licenciado e pretende frequentar uma nova licenciatura não pode usufruir das bolsas) ”:

  1. Da Direção Geral de Ensino Superior (DGES - Ministério da Ciência e Ensino Superior). Analisadas e acompanhadas por nós, de modo a garantir processos transparentes e bem construídos e, por conseguinte, mais eficazes. Mais informação em www.dges.mctes.pt
  2. Da Católica. Para estudantes que, para além da Bolsa DGES, precisam de apoio social. Esta Bolsa deverá ser devolvida à Católica, depois do curso estar terminado, sem juros. É mesmo apoio social!

Aos candidatos a bolsas é facilitado que paguem apenas um valor acordado com a Católica até saírem os resultados das Bolsas. Por isso, se vieres para a Católica e se te candidatares às Bolsas, apenas pagarás o valor que ficar combinado. Quando a bolsa te for atribuída, faremos contas!

Caso: A família da Ana tem dificuldade em pagar a propina. Vai candidatar-se à Bolsa DGES e à Bolsa da Católica. Pode candidatar-se a ambas pois elas complementam-se.

Em Setembro, deveria pagar a propina desse mês, mas isso é um problema. Em Estudantes e Empregabilidade apresenta a sua situação e: 1) define o valor que considera ser possível suportar até lhe serem atribuídas as Bolsas; 2) candidata-se às Bolsas.

Quando a Bolsa DGES for atribuída, faremos contas. Se o que pagou até então, acrescido da Bolsa DGES não cobrir o valor da propina… a Bolsa da Católica pode completar o valor.

"Numa altura difícil da minha vida, os Apoios Sociais de que usufruí enquanto estudava na Católica, permitiram-me descansar relativamente à propina. Só com estes apoios é que foi possível concluir o meu curso com sucesso. Hoje já saldei o valor em falta e encontro-me muito satisfeita com a minha situação profissional." Ana Pintéus – Diplomada pela ESB – UCP

"O facto de receber Bolsa Social da Católica faz com que sinta que confiam em mim e nas minhas capacidades. O meu esforço é recompensado e isso dá-me motivação para procurar ter cada vez melhores resultados." Sara Duarte – Estudante do 3º ano de Biociências – ESB -UCP

2) Oportunidades de participar em atividades da Católica

A Católica aposta na participação dos estudantes nas suas atividades como forma de os apoiar financeiramente e de lhes proporcionar novas experiências.

Esta participação ajuda a liquidar as propinas. Consulte Estudantes Empregabilidade para saber como.

"Depois de várias colaborações diversas com a Universidade Católica (sondagens, hospedeiro de conferências, organização de pequenos cursos), tenho conseguido pagar parte das propinas mensais do meu curso. Isso dá-me outra responsabilidade para estudar porque percebo o custo de pagar três anos de educação superior. Os meus pais veem isso como uma atitude positiva e penso que este tipo de experiências me pode abrir novas portas no mundo empresarial que mais tarde me espera.” Lourenço Aroso – Estudante da FEG-UCP

3) Estudos de caso que lhe permitam pagar em 12 meses e não em 10!

Sabemos que, para muitas famílias, é possível pagar as propinas na íntegra, mas seria importante que as pudessem pagar em 12 e não em 10 meses. Sempre pode ficar mais leve a prestação mensal!

4) Apoio às famílias

Às famílias que possuam dois ou três estudantes em simultâneo (1º e 2º ciclo) na Católica, há um abatimento de 25 e 50% respetivamente. A Católica apoia as famílias!
Se queres vir para a Católica e pagar as propinas é um problema, não deves desistir. Vem falar connosco em Estudantes e Empregabilidade. Envia um email para ee.bolsas@porto.ucp.pt

Para nós, cada caso é um caso. O SEU CASO

Financiamento Bancário

O estudante pode requerer empréstimo em seu nome a um Banco.

Consulte diferentes ofertas bancárias.

Salientamos:
   

Topo >