Berru vencem o prémio Sonae Media Art: dois antigos alunos integram o coletivo artístico

(Fotos: Rui Gaudêncio)

 

O coletivo Berru, do qual fazem parte os antigos alunos da Licenciatura em Som e Imagem Bernardo Bordalo Ferreira e Rui Nó, é o vencedor do Prémio Sonae Media Art 2019, um dos mais significativos prémios nacionais no campo das artes visuais. 

A obra System Synthesis foi assim a distinguida pelo júri composto por Miguel Soares, Patrícia Gouveia e Yves Bernard. Esta propõe uma relação simbiótica entre Natureza e Tecnologia, onde organismos vivos dependem de uma máquina para sobreviver e esta, por sua vez, depende da vida para servir o seu propósito. Para esse efeito, um sistema biológico de dois metros de diâmetro foi transportado de um terreno urbano abandonado para o espaço expositivo, onde uma máquina replica através de algoritmos as condições ambientais do seu local de origem.

A instalação pode ser vista até 2 de Fevereiro no Museu do Chiado, onde o coletivo expõe em conjunto com os restantes finalistas, num lote que conta ainda com a presença de Diogo Tudela e Rodolfo Quintas, também antigos alunos da EA.