Católica integra consórcio nacional que implementa ferramenta da OMS: COVID-19 Snapshot MOnitoring

Com o objetivo de permitir a monitorização rápida e adaptativa de um conjunto de variáveis, ao longo do tempo, e avaliar as relações entre as perceções de risco, o conhecimento e a desinformação para preparação e orientação de comportamentos protetores em relação à COVID-19, a Organização Mundial de Saúde (OMS) criou a ferramenta COSMO (COVID-19 Snapshot MOnitoring).

Em Portugal, a equipa COSMO.PT é composta por investigadores do Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde (CIIS) do Instituto de Ciências da Saúde, do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE) e da Faculdade de Medicina da Universidade do Minho. O primeiro passo foi a tradução e a adaptação linguística do questionário que está disponível online e que é composto por perguntas relacionadas com o novo coronavírus (SARS-CoV-2). A participação é voluntária e aberta a pessoas com mais de 18 anos, que residam em Portugal.

João Neves-Amado, investigador e coordenador do estudo pela Universidade Católica, explica que “a sinergia criada pelo consórcio é motivadora e representa a capacidade de cooperação entre diferentes instituições em prol da saúde da população.” Salienta ainda que “os dados recolhidos no instrumento serão analisados pela equipa de investigação COSMO.PT e fornecidos à Direção-Geral de Saúde para que possam sustentar algumas decisões no âmbito da saúde e da presente pandemia”. A análise dos dados recolhidos será passível de comparação com os demais países que já aplicam o mesmo instrumento no âmbito do proposto pela Organização Mundial de Saúde”.

A ferramenta COSMO foi desenvolvida pela OMS em colaboração com a Universidade de Erfurt e o grupo COSMO, num consórcio criado especificamente para este fim. O uso desta ferramenta é livre e gratuito. Em Portugal este instrumento foi adaptado por um consórcio de investigadores onde se integra o Doutor João Neves-Amado do Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde da UCP.

Se pretende participar, clique aqui, e contribua.

Janeiro 2021

21-01-2021