Diálogo(s) e Deficiência(s): A construção de narrativas para a inclusão

PrintPrint

Em pleno século XXI, o tema da deficiência é frequentemente problematizado de forma unidimensional e assistencialista, ignorando as suas múltiplas narrativas, o que contribui para a desumanização da deficiência. Abordar esta problemática requer uma análise multidimensional, multidisciplinar e integrada, numa lógica de discussão para a ação. É urgente humanizar a deficiência, promover diálogos críticos com pessoas com deficiência que permitam desconstruir tabus, dar espaço e escutar ativamente quem quer construir e fazer parte desta sociedade que somos todos nós. Esta problemática ganha ainda mais relevo no contexto COVID-19 que vivemos.

As múltiplas dimensões da problemática da inclusão das pessoas com deficiência, que vão da escolaridade ao emprego, da segurança social à participação, da saúde à dignidade, bem como a incipiente existência de espaços de pluralidade, de participação ativa e de aprendizagem conjunta, consolidam o enquadramento e a pertinência deste curso avançado, que procura combinar narrativas literárias, sociológicas, filosóficas e artísticas na compreensão do caminho percorrido e na construção do futuro. Assim, o curso avançado “Diálogo(s) e Deficiência(s): A construção de narrativas para a inclusão” pretende provocar a reflexão crítica e escuta ativa, bem como desafiar a uma abordagem da deficiência baseada numa nova cultura organizacional e social que provoque um modo de olhar e atuar centrado na pessoa e não na deficiência. Pretende-se convidar os/as alunos/as à ação verdadeiramente participada e não à inclusão forçada. É propósito, também, incentivar o desenvolvimento de territórios abertos onde a voz seja pressuposto e as palavras permitam diálogos narrativos com vista a que a humanização tenha, finalmente, lugar. Neste curso partimos do pressuposto que reconhecer, escutar ativamente e refletir criticamente sobre a problemática, e respetivas questões associadas e derivadas, constitui sempre o ponto de partida para o encontro e o confronto entre perspetivas, vivências e conhecimentos, potenciando respostas empáticas e efetivas, assentes numa aprendizagem conjunta e na promoção da dignidade da pessoa com deficiência.

Este curso visa dotar os/as participantes com conhecimentos sobre o potencial das narrativas na problematização da deficiência e partilhar ferramentas e práticas em torno de desafios concretos e centrais da e na deficiência, provocando uma leitura transversal e plural da temática. O principal objetivo é a aquisição de conhecimentos sobre a importância, o papel, as possibilidades e os limites das narrativas e dos diálogos multidisciplinares para a inclusão das pessoas com deficiência.  

O curso enquadra-se na oferta formativa da Área Transversal de Economia Social da Universidade Católica do Centro Regional do Porto (ATES/UCP) e considera-se inovador na temática e nos objetivos pretendidos.

 

Objetivos

O curso está organizado de maneira a contribuir para os seguintes objetivos:

  • Problematizar a deficiência, reconhecendo o seu caráter intrinsecamente multidimensional para uma abordagem de discussão-ação crítica e centrada na pessoa;
  • Adquirir conhecimentos de modelos e práticas de inclusão para a construção de narrativas que garantam a dignidade das pessoas com deficiência;
  • Promover uma compreensão das temáticas emergentes e transversais à deficiência.

 

Parcerias

  • Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência do Patriarcado de Lisboa
  • Terra Amarela
  • União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde

        

Grau de Ensino: 
Formação Avançada
Regime: 
Pós-Laboral
Destinatários: 

O curso avançado “Diálogo(s) e Deficiência(s): A construção de narrativas para a inclusão” destina-se principalmente, mas de modo não exclusivo ao seguinte público:

  • Pessoas com e sem deficiência interessadas no presente tema;
  • Dirigentes e técnicos/as de instituições que trabalham com pessoas com deficiência;
  • Cuidadores/as formais e informais;
  • Assistentes dos centros de apoio à vida independente;
  • Profissionais da área social e da saúde;
  • Familiares de pessoas com deficiência.
Horários: 

O curso decorre na modalidade e-learning, com um total de 50 horas síncronas, organizadas por 4 Unidades Curriculares.

Compreende 13 sessões às segundas e quartas-feiras das 17:30 às 20:30 horas e 4 oficinas com a duração máxima de 3 horas, que decorrerão aos sábados das 10:00 às 13:00.

Candidaturas até 14 de abril.

O curso irá decorrer entre 21 de abril e final de junho de 2021.

Propinas: 

O curso avançado “Diálogo(s) e Deficiência(s): A construção de narrativas para a inclusão” compreende um número máximo de 35 vagas.

Quando o número de candidatos/as exceder o número de vagas, os/as candidatos/as serão seriados com base no currículo académico e profissional e/ou experiência. Poderá adicionalmente ser realizada uma entrevista, com o objetivo de conhecer as motivações do/a candidato/a para a frequência do curso, bem como esclarecer elementos complementares à avaliação curricular. Quando marcada, a não comparência à entrevista poderá determinar a eliminação do/a candidato/a.

 

Propinas: 

  • Inscrição: 60 €
  • Propina: 240 € / (3 mensalidades de 80 €).
Coordenação: 

Científica

  • Américo Carvalho Mendes
  • Carmo Diniz
  • Filipe Pinto
  • Joana Morais e Castro
  • Vanessa Marcos
Contactos: 

Gabinete de Estudos Avançados e Formação
Universidade Católica Portuguesa
Rua Diogo Botelho, 1327 | 4169-005 Porto

Dra. Sara Miranda
@ | smiranda@porto.ucp.pt
t.  | 935 838 083 | 2ª a 6ª feira: 9h30-12h30 e 14h30-17h30