Redescobrindo os negativos fotográficos de gelatina e sais de prata sobre vidro

PrintPrint

L'éclipse, Abril de 1912, por Eugène Atget (1857-1927)

 

 

Enquadramento

Nos primórdios do engenho fotográfico foram muitas as experiências químicas para fixar a luz numa superfície sensível. A história da fotografia é também uma história tecnológica e mesmo com o rápido desenvolvimento de novos processos fotográficos houve sempre quem resistisse à eficácia da técnica mainstream dos tempos modernos: de atingir e reproduzir o real com rapidez e perfeição. Discutia-se o território da fotografia e qual seria o status e papel do fotógrafo. Hoje, a sensibilização da imagem em gelatina começa já a ser vista como processo histórico (alternativo) quase em extinção pelas mesmas razões aquando do seu nascimento: a revolucionária (e tecnológica) indústria. A fotografia analógica a cores existirá enquanto possa existir uma indústria fotográfica que a suporte, mais simples e rudimentar, a fotografia a preto e branco é facilmente manuseada em laboratório e persistirá ao tempo. Trabalharemos neste workshop uma técnica outrora usada por grandes autores, como Eugène Atget que numa era onde a película ganhava seguidores manteve o fascínio pelo negativo em chapa de vidro.

 

Objetivos

Conhecer uma breve história da fotografia. Desenvolver metodologias conceptuais e práticas inerentes à linguagem fotográfica. Concretizar a captação de imagens em câmaras de médio e grande formato. Entender e aplicar correctamente os processos químicos no processamento de negativos em chapa de vidro com emulsão de gelatina e sais de prata, e positivação por contacto em papel químico.

 

Modelo Pedagógico

Exposição teórica dos aspectos técnicos e históricos da fotografia com emulsão em gelatina. Preparação dos negativos. Prática orientada na captura de imagens com câmaras de médio e grande formato para chapa de vidro. Realização de um projecto prático desenvolvido pelos formandos.

Área de Estudos: 
Artes
Grau de Ensino: 
Formação Avançada
Regime: 
Pós-Laboral
Destinatários: 

Alunos da Escolas de Arte; Artistas; Conservadores Restauradores; Docentes, Investigadores e Público em geral.

Horários: 

6, 7 e 9 de Maio de 2022

Dias 6 e 9 das 18h às 20h30

Dia 7 das 9h30-12h30 e 14h-17h
11 Horas (presenciais)

Coordenação: 

Coordenadoras do curso

Catarina Pereira e Sónia Neves

 

Coordenadora dos cursos livres

Sofia Serra

Contactos: 

Estudos Avançados e Formação
Tel: 22 619 62 02 / 43
formacao.avancada@porto.ucp.pt

Universidade Católica Portuguesa
Rua Diogo Botelho, 1327 | 4169-005 Porto