"A mão visível: Neorrealismo"

Business School
"A mão visível: Neorrealismo"
Quarta-feira, 22 de Junho de 2022 in Negócios Online

Álvaro Nascimento, docente da Católica Porto Business School
Numa economia aberta a funcionar em regime de câmbios fixos, os desequilíbrios económicos corrigem-se através de ajustamentos nos mercados de fatores. Particularmente, o mercado do trabalho, diminuindo o emprego e o rendimento das pessoas. Por norma, os governos mostram-se incapazes de resolver no imediato um problema estrutural, impedidos que estão de usar a política monetária e cambial para - de uma assentada e desvalorizando a moeda, repor a competitividade. Por outro lado, as empresas veem-se confrontadas comum objetivo de equilíbrio muito difícil de alcançar. Invariavelmente, no curto prazo, a sua ação resulta em desemprego, acompanhado de perdas salariais. 
A incapacidade competitiva e a falta de resiliência para responder a choques, mesmo que conjunturais, traduz-se num conjunto de efeitos que, politicamente, se apresentam como austeridade". Quando não existem fundos para assistencialismo social (solidariedade comunitária, ou outra), a perda do poder de compra e o desemprego resultam em vagas migratórias, como a mais recente na sequela da crise financeira. A diáspora da emigração aumenta e, com ela, o potencial de remessas de emigrantes, como o retrata a notícia que serve de mote a este artigo.

Veja o artigo completo aqui.
pt