CBQF no top10 de instituições a nível mundial com mais impacto em investigação sobre resistência a antibióticos no ambiente

O Centro de Biotecnologia e Química Fina (CBQF), da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, está entre os centros de investigação que têm tido mais impacto, a nível mundial, no âmbito da investigação sobre a resistência a antibióticos no ambiente, segundo a revista Global Health Research and Policy.

Num estudo em que se avaliou a atividade e o impacto da investigação realizada sobre esta temática, a nível mundial, entre 2000 e 2019, com base no número, na evolução e no índice de citação de publicações científicas, o CBQF ocupa o 3º lugar no top 10 de instituições mais citadas.

Na lista das 10 instituições mais citadas, cinco são da China, uma do Canadá, duas dos Estados Unidos da América e duas de Portugal: a Universidade Católica Portuguesa no 3º lugar e a Universidade do Porto em 8º lugar. No que diz respeito à análise do número de publicações, expressa por produto interno bruto per capita, Portugal ocupa o 9º lugar, antecedido pela China, Estados Unidos da América, Índia, Reino Unido, Canadá, Alemanha, Espanha, Brasil e seguido pela França. A preponderância de instituições chinesas neste ranking justifica-se, como os autores reconhecem, pelos graves problemas de resistência antibióticos naquela região, designadamente devido à produção animal e também pelo ativo financiamento para Investigação neste domínio concedido pela Fundação Nacional Chinesa para as Ciências Naturais.

 

O CBQF e a importância do estudo da resistência a antibióticos

A resistência a antibióticos é uma ameaça à saúde global que requer uma abordagem de “Uma Só Saúde” (One-Health). O conceito de Uma Só Saúde assenta no principio de que a saúde humana está relacionada com a saúde dos animais e do ambiente, com forte interligação da alimentação humana, alimentação animal, saúde humana e animal e a contaminação ambiental. Na tríade humanos, animais e ambiente a componente ambiental é a mais dinâmica, mas também a mais negligenciada.

A Investigação realizada no CBQF neste domínio desde 2004 tem incidido em abordagens de Ecologia Bacteriana, onde o estudo da diversidade bacteriana, a influência de fatores ambientais, por exemplo, a ocorrência de resíduos de antibióticos no ambiente, e tem-se focado na procura de soluções que vão desde o tratamento de águas a abordagens de vigilância epidemiológica ambiental.

Janeiro 2021