Projeto da Católica recebe financiamento das bolsas EUROBENCH/H2020 para benchmarking de exosqueletos e robôs humanoides

O projeto ´Thermotactile feedback for improved exoskeleton control´ (Thertact-FB), desenvolvido pelos investigadores Carla Pais-Vieira, do Brain-Machine Interface Research Lab (BMIsLab) do Centro de Investigação Interdisciplinar em Saúde (CIIS) do Instituto de Ciências da Saúde (ICS), e André Perrotta, do Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes (CITAR) – Escola das Artes, foi financiado no âmbito das bolsas EUROBENCH, ao abrigo do programa H2020.

Este projeto – realizado em colaboração com a Universidade de Aveiro e com a empresa de exoesqueletos ExoAtlet (Luxembourg) - visa contribuir para se estabelecer no espaço europeu, os critérios para benchmarking de exoesqueletos e de robôs humanoides. Neste projeto, pessoas saudáveis irão utilizar um exosqueleto robótico para membros inferiores em cenários que testam as potencialidades do exosqueleto em situações “reais”, tais como subir e descer degraus, ou caminhar em terrenos com diferentes inclinações e irregularidades. A realização de testes nestas condições permitirá determinar até que ponto os atuais exosqueletos e robôs humanoides estão ou não preparados para uma utilização mais generalizada a nível dos serviços de saúde, da indústria, e mesmo no quotidiano do cidadão comum. 

Janeiro 2021

27-01-2021