Católica concentra Unidades Académicas no Porto

Dando cumprimento ao plano estratégico de juntar no Campus Foz todas as suas Unidades Académicas, a Católica no Porto consolida assim um novo ciclo ao serviço da academia e da sociedade.

A última fase de venda do Edifício da Asprela ao Instituto Politécnico do Porto (IPP) foi concluída, no dia 5 de dezembro, com a outorga da escritura pública de compra e venda. O evento contou com a presença do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira.

Cumprindo a sua estratégia de consolidação e crescimento no Porto, no ano em que a Católica celebra os seus 40 anos na cidade, era objetivo da Universidade integrar toda a sua atividade num único campus. Para isso apostou na construção de um novo Edifício para a Escola Superior de Biotecnologia no Campus Foz, edifício esse que está já em pleno funcionamento e que garante as melhores e mais modernas condições para o ensino e investigação. O arranque das atividades neste novo edifício, permitiu concluir o processo de venda das suas antigas instalações ao IPP.

Ao agregar as atividades das oito Unidades Académicas num único campus - a Católica reforça assim a vivência multidisciplinar que oferece a toda a sua comunidade académica. Artes, Bioética, Biotecnologia, Business School, Ciências da Saúde, Direito, Educação e Psicologia e Teologia constituem uma pluralidade de saberes que em muito contribuem para a formação integral dos estudantes e para a criação de sinergias entre as várias áreas do saber.

Isabel Braga da Cruz, presidente do Centro Regional do Porto da Universidade Católica Portuguesa e João Rocha, presidente do Instituto Politécnico do Porto representaram as duas instituições na escritura de venda, que decorreu no IPP.

Dezembro 2019

Artigos Relacionados:
Universidade Católica do Porto concentra serviços no pólo da Foz
in Público | 03.12.2019