Escola das Artes abre espaço de exposições

 

No dia 6 de Abril de 2017, pelas 18h30, a Escola das Artes vai abrir um espaço de exposições – a galeria SEEA – nas suas instalações no campus Foz da Universidade Católica Portuguesa, levando à zona ocidental da cidade do Porto um novo projecto de produção e difusão cultural contemporânea.

Baltazar Torres é o curador da exposição inaugural – INPUT 6417 – e responsável pela programação deste espaço.

A exposição inaugural apresenta trabalhos de António Olaio, Arlindo Silva, Carlos Lobo, Carlos Vidal, Dalila Gonçalves, Francisco Queirós, Isabel Ribeiro, José Maçãs de Carvalho, Manuel Santos Maia, Margarida Correia, Miguel Soares, Pedro Sousa Vieira, Pedro Tudela, Rita Magalhães e Vítor Joaquim.

Com este projecto, a Escola das Artes assinala 20 anos de existência, marcados igualmente por outras iniciativas, das quais se destacam a renovação da sua imagem, ao cuidado do gabinete de design White Studio, sendo apresentada na mesma data, a nova página web da Escola.

Ancorada no dinamismo de uma Escola que procura reflectir e debater os grandes temas da actualidade, através do confronto regular com a criação artística, a galeria propõe-se desenvolver uma actividade multifacetada que traduza a matriz da Escola, na intersecção de arte, ciência e tecnologia. Não se pretende, no entanto, um projecto vocacionado apenas para o contexto universitário, dentro do qual emerge, mas, fundamentalmente, orientado para uma actuação crítica no quadro cultural e social contemporâneo.

A Sala de Exposições da Escola das Artes (SEEA) destina-se à apresentação regular de artistas convidados, bem como de projectos académicos dos alunos, ex-alunos, professores de Som e Imagem e de Conservação e Restauro, à realização de encontros com artistas, curadores, produtores e gestores culturais, bem como de concertos, manifestações performativas e apresentação de publicações.